Skip to main content

Gratidão e mensagem aos simpatizantes da campanha

Aos nossos seguidores e aos demais amantes da paz e da harmonia, a Campanha Contra a Violência, www.contraaviolencia.org, reafirma seu apoio, empenho e incentivo ao combate a esse mal terrível chamado violência. A campanha não tem vinculação com nenhuma instituição por dois motivos: 1º – Para dar condições de levá-la onde for preciso e esteja ao nosso alcance; 2º – Porque a violência não tem fronteira nem vinculação com instituição, qual seja o ramo de atividade, ou com pessoas independente de idade, sexo, raça, cor, origem, crença religiosa, agremiação partidária, outras. O que se percebe é que ela vem crescendo e ameaçando a todos. Um mal que vitimiza, destrói, dilacera e mata humanos, culpados e inocentes. Costuma-se dizer: Se falta escola, trabalho, segurança, hospitais, etc, a culpa é do governo. No entanto, quando ocorre estupro, assalto seguido ou não de morte, corrupção, assassinatos de todas as formas, quem sofre e paga é o cidadão. Pense nisto!

Por oportuno, reconhece que combater a violência é uma tarefa difícil mas não impossível, até porque, a distância do impossível ao possível, é do tamanho da determinação das pessoas. “Somos um povo determinado”, em virtude disto, haveremos de conseguir.

A promoção da paz e da harmonia entre os povos, já foi desejo dos homens hoje, é necessidade da humanidade. Façamos isto ou teremos o mundo comprometido com o mal.

Mensagem da campanha.
Construir a paz é urgente e necessário. É missão de todos. A paz e harmonia entre os povos dependem da forma de pensar, ser e agir de cada um e do cidadão (ã) testemunhar a bondade do Criador encarnada no ser humano. A campanha entende que a forma mais civilizada e simpática de combater a violência, é promovendo a paz. Para que isto aconteça é necessário que aprendamos conviver e respeitar as diferenças e exercitarmos a cultura do perdão e da paz.

“Chegou a hora de construir a paz, ninguém suporta o desamor”. Para construir a paz é preciso: largar as armas, usar ferramentas adequadas, falar e agir como pacifista, usar termos e ideias que enalteçam a paz e não a violência. É necessário combater, de forma eficaz: a corrupção, a fome, o racismo, o bullying, a discriminação, a indiferença, o tráfico de órgãos e humanos e unir forças numa ação pró paz. Assim agindo, com as bênçãos de Deus e o empenho dos humanos, um dia, justiça e paz se abraçarão. (Respeita opinião contrária).

A campanha recomenda a seus seguidores e aos simpatizantes: valorizar a vida, a família, os amigos, suas posses e respeitar a igualdade de gênero. A alma é o valor máximo que o Criador concedeu à sua principal criatura (o ser humano), por conseguinte, trate bem a todos de mesma e da melhor forma possível.

Evite perseguir e discriminar pessoas. Não dê, a ninguém, tratamento que venha comprometer sua honra ou imagem. A campanha externa sua respeitosa gratidão a quem aderiu seu ideal de promover a paz e, alerta: necessita de milhões de corações e o dobro de braços estendidos para abraçar esta causa, que é de todos.

Convite: “Vamos transformar o Brasil na Bandeira da Paz”. “Queremos um mundo sem guerras e sem violência”.

Junte-se a nós. Abrace esta causa.

Atitude: Para a Luz de Deus brilhar, transforme-se em lâmpada.

Campanha da Fraternidade/2018.
Tema. Fraternidade e superação da violência.
Lema. Em Cristo somos todos irmãos.

Sobre o Autor



Comente

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Entendemos que a forma mais civilizada e simpática de combater a violência é promovendo a paz. Construir a paz é urgente e necessário. É missão de todos.
Acompanhe